Concepção participativa do trabalho para uma nova instalação de coleta seletiva

Autores

  • Vitor de Araujo Rodrigues Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)
  • Raoni Rocha Simões Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)

Palavras-chave:

Ergonomia da Atividade, Concepção Participativa, Objetos Intermediários, Pesquisa-Ação, Concepção do Trabalho

Resumo

A concepção participativa depende do envolvimento das pessoas para constituir ou melhorar os seus ambientes de trabalho. O presente artigo condensa os resultados de uma pesquisa-ação realizada em vista à uma demanda de transferência para uma nova instalação de uma Associação de Catadores de Material Reciclável de Ouro Preto. A investigação parte da Análise Ergonômica do Trabalho e utiliza a participação como meio para projetar o trabalho e desenvolver as atividades da organização. Constitui-se um projeto participativo do trabalho a partir da utilização de objetos intermediários para fomentar decisões coletivas sobre o trabalho. O estudo se insere no ambiente de coleta seletiva, inspirado em estudos da literatura realizados em diferentes ambientes como hospitais, escritórios e ambientes marítimos/portuários. Estudos anteriores indicam que as intervenções ergonômicas enfrentam diversos desafios, entre eles: restrições financeiras e de tempo, níveis de experiência e questões sociais, culturais e individuais. Ainda assim, as relações sociais favorecem o encontro de mundos promotor das transformações do trabalho.

Publicado

2023-12-02

Edição

Seção

Economia Solidária, incubação, trabalho e gestão