Revisitando a Tecnologia Social com lentes feministas

Autores

  • Bruna Mendes UFABC

Palavras-chave:

Gênero, Raça, Trabalho Associado, Tecnologia Social, Reprodução Social

Resumo

Neste artigo faço uma releitura da Tecnologia Social (TS) desde uma perspectiva feminista, com o objetivo de compreender as marcas androcêntricas que perpassam a construção teórico e política do campo, e refletir sobre seus possíveis alargamentos e transformações. Para tanto, resgato inicialmente algumas contribuições do campo da TS ao pensamento crítico da tecnologia em termos conceituais, políticos e metodológicos, e revisito essas três frentes com as lentes analíticas do gênero e da raça. Assim, reflito sobre brechas conceituais dadas pela incorporação acrítica de conceitos androcêntricos de trabalho e da tecnologia, que subjazem parte das teorias da área; olho para suas fronteiras metodológicas, destacando suas limitações dadas pela encarnação de noções essencializadas das conexões entre tecnologia e masculinidade – cishetero e branca; e, sobretudo, situamos politicamente a reprodução social como elo imprescindível para compreensão, e enfrentamento, às desigualdades de gênero e raça no território das disputas sociotécnicas. 

Publicado

2023-12-02

Edição

Seção

Engenharia e gênero/Perspectiva feminista na engenharia