Educação ambiental, saneamento e tecnologia social

Os desafios no Complexo da Maré

Autores

  • Maria Carolina Moreira de Lima UFRJ
  • Luciana Correa Lago NIDES/UFRJ
  • Julia Neves Nicolao Taboa Engenharia
  • Inahra Alves Cabral
  • Davi Henrique Rodrigues
  • Fernanda Petrus
  • Manuel Figueiredo Meyer
  • Ruth Osorio
  • Isabela Maia
  • Vinícius Lopes Data_labe

Palavras-chave:

educação ambiental, educação popular, saneamento, tecnologia social, geração de dados cidadã

Resumo

A problemática de saneamento nas favelas revela mais do que a falta ao saneamento básico o racismo ambiental e desinteresse político em garantir o direito e a dignidade humana nesses territórios. Através da inconformidade com a realidade imposta nasce o projeto LUTeS, Lutas Urbanas Tecnologias e Saneamento. Neste artigo, abordaremos os desafios da educação ambiental e da construção de tecnologias sociais  no contexto da Favela da Maré, mais especificamente na Escola João Borges de Moraes. Na nossa abordagem metodológica seguimos os princípios da educação popular e dialógica, inspirados em Paulo Freire, a Politecnia, a metodologia do Teatro do Oprimido e a práxis. Nossas aulas são ministradas em uma escola pública estadual que sofreu e ainda sofre com as consequências da pandemia e do desgoverno. Pudemos observar o engajamento dos estudantes ao longo desse processo, visando a transformação da sua realidade.

Publicado

2022-11-25 — Atualizado em 2022-11-28

Versões